Loading...

sábado, 29 de junho de 2013

Mais um ano em minha vida


Deus tem feito tantos milagres em minha vida e da minha família, que não dá para enumerar.
Só tenho a agradecer, mesmo as dificuldades,porque são através dela que consegui ser o que sou.
Consegui vencer as dificuldades,com JESUS SEMPRE AO MEU LADO, EM TODOS OS DIAS DE MINHA VIDA.
SOU E ESTOU FELIZ POR DEUS TER ME DADO UM FILHO MARAVILHOSO,UM ÓTIMO MARIDO,POR MINHA MÃEZINHA ESTAR MAIS PRÓXIMA A MIM E POR EU TER AMIGOS SINCEROS.
E ,PRINCIPALMENTE,POR EU SERVIR  A DEUS!!
E LOUVA-LO CADA VEZ MAIS!!




Sorrir dá mais saúde!!





O que o stress faz com o seu corpo


terça-feira, 11 de junho de 2013

Síndrome de Burnout

 
 

Burnout: síndrome afeta mais de 15% dos docentes

 
Exaustão emocional, baixa realização profissional, sensação de perda de energia, de fracasso profissional e de esgotamento. Estes são os principais sintomas de pessoas que sofrem da síndrome de Burnout. A pessoa é consumida física e emocionalmente pelo próprio objeto de trabalho. Daí o termo burnout - do inglês burn (queima) e out (para fora, até o fim). A doença acomete profissionais de várias áreas, mas seu diagnóstico é mais freqüente em profissões com altas demandas emocionais e que exigem interações intensas, como é o caso, por exemplo, dos professores e dos profissionais de saúde.
Uma pesquisa realizada pela psicóloga Nádia Maria Beserra Leite, da Universidade de Brasília (UNB), com mais de oito mil professores da educação básica da rede pública na região Centro-Oeste do Brasil revelou que 15,7% dos entrevistados apresentam a síndrome de Burnout, que reflete intenso sofrimento causado por estresse laboral crônico. “A enfermidade acomete principalmente profissionais idealistas e com altas expectativas em relação aos resultados do seu trabalho. Na impossibilidade de alcançá-los, acabam decepcionados consigo mesmos e com a carreira”, explicou.
De acordo com Nádia, obter 15,7% num universo de oito mil não é desprezível. Caso o índice seja o mesmo em todo o país, por exemplo, então mais de 300 mil professores brasileiros convivem com a síndrome, isso somente no ensino básico. Entre outras conseqüências, tal cenário levaria a um sério comprometimento na educação de milhões de alunos.
Os dados foram revelados por meio de um questionário aplicado no Sistema de Avaliação da Educação Básica, em 2003, mas somente analisado em 2007. O questionário permite identificar a incidência dos três sintomas que caracterizam a síndrome: exaustão emocional, baixa realização profissional e despersonalização. Com relação ao primeiro sintoma, 29,8% dos professores pesquisados apresentaram exaustão emocional em nível considerado crítico. Quanto à baixa realização profissional, a incidência foi de 31,2%, enquanto 14% evidenciaram altos níveis de despersonalização.
Em entrevista ao Jornal do Professor, a psicóloga explica como os professores podem identificar a síndrome e o que devem fazer para tratá-la.
1. O que é a síndrome de Burnout? Como ela se diferencia do estresse?
Burnout é um estado de sofrimento que acomete o trabalhador quando este sente que já não consegue fazer frente aos estressores presentes no seu cotidiano de trabalho. Diferentemente do estresse, que se caracteriza pela luta do organismo no sentido de recobrar o equilíbrio físico e mental, a síndrome de Burnout compreende a desistência dessa luta. Por isso se diz que Burnout é a síndrome da desistência simbólica, pois embora não se ausente fisicamente do seu trabalho, o profissional não consegue se envolver emocionalmente com o que faz.
2. O que leva o professor a desenvolver a síndrome?
Burnout é resultado de longa exposição aos estressores laborais crônicos, sendo mais freqüente em profissões com altas demandas emocionais e que exigem interações intensas, como é o caso, por exemplo, dos professores e dos profissionais de saúde. No caso dos profissionais de saúde, as demandas emocionais estão ligadas à compaixão, à onipotência de poder salvar vidas e à impotência por perdê-las. Já no caso do professor, as demandas são de outra natureza; estão relacionadas ao cuidado, à possibilidade ou não de se estabelecer um vínculo afetivo com o aluno que favoreça o processo de aprendizagem e permita ao professor realizar um bom trabalho.
Essas demandas emocionais, no caso do docente, são inerentes a sua profissão, podendo ser agravadas, por exemplo, por políticas educacionais que aumentem a sobrecarga de trabalho sem a devida contrapartida, ou por condições inadequadas de trabalho, ou pela presença de alunos particularmente difíceis (alunos violentos, com grande déficit de aprendizagem) ou ainda pelo sentimento de injustiça, de não reconhecimento do seu esforço e da importância do seu papel na sociedade.
3. Quais são os principais sintomas dessa síndrome?
Os principais sintomas de Burnout são exaustão emocional, despersonalização e sentimento de baixa realização profissional. A exaustão emocional é uma sensação de perda de energia, de esgotamento, quando o profissional comumente relata que, embora querendo, já não consegue mais se envolver emocionalmente com o seu trabalho. Em decorrência dessa exaustão surgem dois mecanismos reativos, a despersonalização, que é o desenvolvimento de atitudes negativas em relação às pessoas destinatárias do trabalho (cliente, usuário) e o sentimento de baixa realização profissional, ou seja, uma sensação de fracasso profissional, de ineficácia.
4. Quais cuidados os professores podem tomar para evitar a síndrome?
Em tese, qualquer movimento no sentido de reduzir a vulnerabilidade do professor aos estressores do seu cotidiano, particularmente aqueles relacionados com as demandas emocionais, seria uma medida preventiva no sentido de minimizar as possibilidades de o indivíduo vir a desenvolver Burnout. Dessa forma, aplicam-se à prevenção de Burnout, todas as estratégias voltadas para ajudar o indivíduo a lidar com o estresse. Por isso, o apoio dos pares e da direção da organização é tão importante. A direção da escola tem papel fundamental no sentido de minimizar problemas estruturais como, por exemplo, condições de trabalho inadequadas. Com relação aos colegas, a troca de vivências e de problemas comuns favorece a reorganização cognitiva no sentido de o trabalhador rever suas expectativas e encontrar formas possíveis de lidar com suas frustrações, e ideais inalcançáveis.
5. Como os professores podem saber se estão com a síndrome ou não? Tem algum exame específico? Eles devem procurar um psicólogo?
O diagnóstico de Burnout pode ser feito por exame clínico, com profissional da área de saúde (médico, psicólogo) que efetivamente conheça os sintomas da síndrome, e por meio de instrumentos psicológicos elaborados especificamente para fazer essa avaliação. É importante que em ambos os casos a avaliação seja feita por profissional com formação adequada em relação ao fenômeno específico. Entretanto, é admissível que o próprio professor, ao tomar conhecimento dos sintomas de Burnout, identifique com razoável precisão que está vivendo esse processo. Nesse caso, é recomendável que ele busque ajuda psicológica.
6. Uma vez constatada a síndrome, o que os professores podem fazer para melhorar?
É altamente desejável que o profissional com Burnout tenha acesso a atendimento especializado, tanto médico quanto psicológico. Além disso, a participação da direção da organização e dos colegas pode ajudar muito, tanto na prevenção quanto na recuperação. Nos profissionais de saúde, medidas interessantes já vêm ocorrendo: profissionais que trabalham, por exemplo, em UTIs, prontos socorros e áreas mais críticas, por iniciativa própria ou por sugestão da instituição onde trabalham, fazem reuniões periódicas (grupos de reflexão) em que discutem suas angústias, suas limitações, buscam alternativas possíveis para os problemas e se preparam psicologicamente para se alegrar com o sucesso (mesmo que em pequena proporção) como forma de fazer frente ao insucesso freqüente. Meu estudo demonstrou que esse suporte social no trabalho é um grande aliado na redução dos níveis de Burnout.
 
 

sábado, 8 de junho de 2013

Deus age por mim


Salmos 105:1-45


Louvai ao SENHOR, e invocai o seu nome; fazei conhecidas as suas obras entre os povos.
Cantai-lhe, cantai-lhe salmos; falai de todas as suas maravilhas.
Gloriai-vos no seu santo nome; alegre-se o coração daqueles que buscam ao SENHOR.
Buscai ao SENHOR e a sua força; buscai a sua face continuamente.
Lembrai-vos das maravilhas que fez, dos seus prodígios e dos juízos da sua boca;
Vós, semente de Abraão, seu servo, vós, filhos de Jacó, seus escolhidos.
Ele é o SENHOR nosso Deus; os seus juízos estão em toda a terra.
Lembrou-se da sua aliança para sempre, da palavra que mandou a milhares de gerações.
A qual aliança fez com Abraão, e o seu juramento a Isaque.
E confirmou o mesmo a Jacó por lei, e a Israel por aliança eterna,
Dizendo: A ti darei a terra de Canaã, a região da vossa herança.
Quando eram poucos homens em número, sim, mui poucos, e estrangeiros nela;
Quando andavam de nação em nação e dum reino para outro povo;
Não permitiu a ninguém que os oprimisse, e por amor deles repreendeu a reis, dizendo:


Não toqueis os meus ungidos, e não maltrateis os meus profetas.


Chamou a fome sobre a terra, quebrantou todo o sustento do pão.
Mandou perante eles um homem, José, que foi vendido por escravo;
Cujos pés apertaram com grilhões; foi posto em ferros;
Até ao tempo em que chegou a sua palavra; a palavra do SENHOR o provou.
Mandou o rei, e o fez soltar; o governador dos povos, e o soltou.
Fê-lo senhor da sua casa, e governador de toda a sua fazenda;
Para sujeitar os seus príncipes a seu gosto, e instruir os seus anciãos.
Então Israel entrou no Egito, e Jacó peregrinou na terra de Cão.
E aumentou o seu povo em grande maneira, e o fez mais poderoso do que os seus inimigos.
Virou o coração deles para que odiassem o seu povo, para que tratassem astutamente aos seus servos.
Enviou Moisés, seu servo, e Arão, a quem escolhera.
Mostraram entre eles os seus sinais e prodígios, na terra de Cão.
Mandou trevas, e a fez escurecer; e não foram rebeldes à sua palavra.
Converteu as suas águas em sangue, e matou os seus peixes.
A sua terra produziu rãs em abundância, até nas câmaras dos seus reis.
Falou ele, e vieram enxames de moscas e piolhos em todo o seu termo.
Converteu as suas chuvas em saraiva, e fogo abrasador na sua terra.
Feriu as suas vinhas e os seus figueirais, e quebrou as árvores dos seus termos.
Falou ele e vieram gafanhotos e pulgão sem número.
E comeram toda a erva da sua terra, e devoraram o fruto dos seus campos.
Feriu também a todos os primogênitos da sua terra, as primícias de todas as suas forças.
E tirou-os para fora com prata e ouro, e entre as suas tribos não houve um só fraco.
O Egito se alegrou quando eles saíram, porque o seu temor caíra sobre eles.
Estendeu uma nuvem por coberta, e um fogo para iluminar de noite.
Oraram, e ele fez vir codornizes, e os fartou de pão do céu.
Abriu a penha, e dela correram águas; correram pelos lugares secos, como um rio.
Porque se lembrou da sua santa palavra, e de Abraão, seu servo.
E tirou dali o seu povo com alegria, e os seus escolhidos com regozijo.
E deu-lhes as terras dos gentios; e herdaram o trabalho dos povos;
Para que guardassem os seus preceitos, e observassem as suas leis. Louvai ao SENHOR. 


Salmos 105:1-45

quarta-feira, 5 de junho de 2013

Meio Ambiente




É triste pensar que a natureza fala e que o genero humano não a ouve. Victor Hugo

O belo é uma manifestação de leis secretas da natureza, que, se não se revelassem a nós por meio do belo, permaneceriam eternamente ocultas. Johann Goethe

Ambiente limpo não é o que mais se limpa e sim o que menos se suja. Chico Xavier

No meio da dificuldade encontra-se a oportunidade. Albert Einstein

Cada dia a natureza produz o suficiente para nossa carência. Se cada um tomasse o que lhe fosse necessário, não havia pobreza no mundo e ninguém morreria de fome. Mahatma Gandhi

A prova de que a natureza é sábia é que ela nem sabia que iríamos usar óculos e notem como colocou nossas orelhas. Jô Soares

A natureza fez o homem feliz e bom, mas a sociedade deprava-o e torna-o miserável. Jean Jacques Rousseau

Se vives de acordo com as leis da natureza, nunca serás pobre; se vives de acordo com as opiniões alheias, nunca serás rico. Sêneca

A música é celeste, de natureza divina e de tal beleza que encanta a alma e a eleva acima da sua condição. Aristóteles

Faz parte da natureza das mulheres desprezar quem as ama e amar quem as detesta. Miguel de Cervantes

O mestre disse: Por natureza, os homens são próximos; a educação é que os afasta. Confúcio

Eu não tenho filosofia: tenho sentidos...
Se falo na Natureza não é porque saiba o que ela é.
Mas porque a amo, e amo-a por isso,
Porque quem ama nunca sabe o que ama
Nem por que ama, nem o que é amar...
Alberto Caeiro

A natureza não faz nada em vão. Aristóteles

O mundo tornou-se perigoso, porque os homens aprenderam a dominar a natureza antes de se dominarem a si mesmos. Albert Schweitzer

É mais fácil mudar a natureza do plutônio do que mudar a natureza maldosa do homem. Albert Einstein

A mulher é um efeito deslumbrante da natureza. Arthur Schopenhauer

Não existe meio mais seguro para fugir do mundo do que a arte, e não há forma mais segura de se unir a ele do que a arte. Johann Goethe

A natureza é o único livro que oferece um conteúdo valioso em todas as suas folhas. Johann Goethe

A natureza deu tanto poder à mulher que a lei, por prudência, deu-lhes pouco. Samuel Johnson

Na natureza nada se cria, nada se perde, tudo se transforma.  Antoine Lavoisier
 
A natureza nunca nos engana; somos sempre nós que nos enganamos. Jean Jacques Rousseau
A arte é um resumo da natureza feito pela imaginação. Eça de Queiroz
Antes ser um homem da sociedade, sou-o da natureza. Marquês de Sade
Não devemos ter medo de inventar seja o que for. Tudo o que existe em nós existe também na natureza, pois fazemos parte dela. Pablo Picasso
Em todas as coisas da natureza existe algo de maravilhoso.Aristóteles
A natureza tem perfeições que mostram que é a imagem de Deus, e defeitos que mostram que é apenas a imagem. Blaise Pascal
Cada um possui na sua natureza alguma coisa que, se a manifestasse em público, suscitaria reprovação. Johann Goethe
Quem sabe se não teremos de ultrapassar muito a natureza para perceber o que ela nos quer dizer? Marquês de Sade
O que importa se você tem olhos verdes... se o vermelho dos meus refletem o verde da natureza... Bob Marley
"Sou uma filha da natureza:
quero pegar, sentir, tocar, ser.
E tudo isso já faz parte de um todo,
de um mistério.
Sou uma só... Sou um ser.
E deixo que você seja. Isso lhe assusta?
Creio que sim. Mas vale a pena.
Mesmo que doa. Dói só no começo." Clarice Lispector
Tudo tem começo e meio. O fim só existe para quem não percebe o recomeço Luiz Gasparetto